Joe

    Origem: Estados Unidos
    Ano: 2013
    Direção: David Gordon Green
    Roteiro: Gary Hawkins (Romance: Larry Brown)
    Produção: Worldview Entertainment / Dreambridge Films / Muskat Filmed Properties
    Elenco: Nicolas Cage, Tye Sheridan, Ronie Gene Blevins, Gary Poulter, Adriene Mishler, Brian Mays, Aj Wilson McPhaul, Sue Rock, Heather Kafka, Brenda Isaacs Booth
    Gênero: Drama
    Classificação: 18 anos
    Duração: 117 min

    Joe

    A redenção de tantos anos de vícios, excessos e más relações com a lei, pode chegar a qualquer momento da vida, da maneira mais sutil possível. Esta é a história de Joe Ransom (papel interpretado pelo vencedor do Oscar Nicholas Cage), um ex-presidiário que busca restaurar sua vida trabalhando em uma pequena empresa madeireira no sul dos Estados Unidos.

    Lá, Joe conhece Gary (Tye Sheridan), um garoto de 15 anos que também procura encontrar um norte em sua vida depois de sofrer com uma família disfuncional, onde o álcool causou estragos e destruiu a união.

    Joe

    No moinho, Joe e Gary entrelaçam seus caminhos em uma espécie de redenção para o primeiro, e equilíbrio para o segundo. Joe se tornará, quase sem querer, no modelo a ser seguido pelo garoto com a vida perturbada, apesar do fato de que o passado está presente no dia a dia para atormentar e boicotar a sua intenção de transformação.

    A violência e solidão são dois temas que o diretor David Gordon Green está exibindo neste filme, uma mistura que costuma deixar pouca pessoas indiferentes à variedade de situações que podem ser geridos a partir dela. Mas também é um caminho que passa pelas emoções, o perdão e a resignação; os protagonistas têm a oportunidade de escolher o caminho da libertação ou da ruína.

    Joe

    Alguns críticos de cinema têm sugerido que o papel de Nicholas Cage seria um ponto de viragem em sua carreira nos últimos anos, que de acordo com estes especialistas, ele desempenha o melhor papel de sua vida, até mesmo acima de “Despedida em Las Vegas”, que lhe rendeu seu primeiro e único Oscar na década de 1990.

    Gordon Green conseguiu combinar um bom elenco que, além de Cage e Sheridan, junta-se ronie Gene Blevins, Gary Poulter, Adriene Mishler, Brian Mays, Aj Wilson McPhaul, Sue Rock Brenda Isaacs Booth, entre outros. O filme teve um orçamento de US$ 4 milhões.